Pintando no GIMP

O GIMP é um programa livre, robusto e pode ser utilizado para desenho e pintura digitais com grande facilidade ( desde que seja bem apreendido e bem explorado) sem exigir demais das máquinas onde estiver instalado. Mas, infelizmente, nativamente, ainda não conta com funções específicas para simulação de algumas técnicas de pintura tais como a aquarela úmida e o impasto -- pintura feita com pinceladas carregadas de tinta espessa que resultam em relevo e texturas especiais, muito expressivas. Na tentativa de obter resultados próximos às técnicas citadas, nós, utilizadores, criamos pinceis cuidadosamente pensados para tal e aplicamos alguns recursos do programa como as "dinâmicas de pintura", e configurações específicas dos pinceis além de outras ferramentas (presets) até obtermos o máximo possível daquilo que gostaríamos de representar e que seja bem parecido com técnicas de pintura e desenho realizadas pelos meios convencionais. Recetemente tenho feito alguns experimentos com pinceis que criei ( antigos e novos) e configurações das dinâmicas de pintura juntamente com a ferramenta "smudge", configurada para atuar de forma intensa e espalhar a "tinta"( digital ) aplicada com esses pincéis,  apropriados para pintura pastosa.
Alguns resultados dos estudos e de algumas imagens terminadas até o momento:






Comentários

  1. Ficou show, Mozart!
    Um abração, amigão! Estou com saudade de nossos papos.
    Fique com Deus

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem, Fernando.
    Ainda vou falar mais desse tema.

    ResponderExcluir
  3. Mestre! Faz tempos que não uso o GIMP, preciso aranjar um tempinho para treinar no GIMP.

    ResponderExcluir
  4. Mozart Couto, sou seu fã há anos (antes mesmo de ter um PC), comecei a desenhar em grande parte graças aos seus cursos de desenho (da Editora Escala), e fico feliz de te ver de volta ao seu Blog; foi graças a ele que passei a me interessar pelos programas gratuitos de desenho (principalmente o GIMP e o Krita).

    Alguns anos atrás, você chegou a anunciar o programa OpenSAI, que seria uma alternativa gratuita ao programa Paint Tool SAI, mas infelizmente o projeto não foi para frente. Entretanto, há alguns meses foi lançado um programa que, eu acredito, é o programa gratuito mais parecido com o SAI que já foi feito: trata-se do MediBang Paint Pro, uma modificação do FireAlpaca; tanto sua interface quanto sua aparência e demais funções são extremamente parecidos com o SAI, e ele conta com uma comunidade online já bastante vasta (não tanto quanto o GIMP ou o Krita, mas crescente). Se possível, gostaria de saber sua opinião sobre ele. Grato e que Deus lhe abençôe.

    ResponderExcluir
  5. Com certeza deve ter dado um pouco de trabalho pra chegar nessa "afinação" de configurações, mas o resultado ficou muito bom!

    ResponderExcluir
  6. Estes exemplos de técnicas, parece levemente pastosas, ficaram bem bonitos e vibrantes. Este smudge teria que estar nativo ha muito tempo nas ferramentas de pintura... isto facilitaria por demais a compreensão e a realização de presets. Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Pessoal,
    Ainda tenho outros exemplos pra postar. Eu pretendo postar um passo-a-passo assim que der.
    É possível variar a intensidade desse efeito de tinta pastosa. A coisa fica mesmo bem visível na imagem em alta resolução e também impressa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas